Golpe de mestre

Golpe de mestre

Ricardo Daehn
postado em 24/06/2016 00:00
 (foto: Paris Filmes Produções/Divulgação)
(foto: Paris Filmes Produções/Divulgação)
Crítica Mais forte que o mundo ; A história de José Aldo



Em mais forte que o mundo ; A história de José Aldo, o cineasta Afonso Poyart estabelece pacto com espectadores no qual não fugirá da raia: vai ofertar emoção e adrenalina, no desenvolvimento da narrativa dominada pelo protagonista a cargo de José Loreto.

O ator, ao lado de intérpretes afiados em oficinas da preparadora de elenco Fátima Toledo, desempenha em bom tom a corrente de melodrama encarada. Conta com a habilidade de enormes coadjuvantes, entre os quais Jackson Antunes na pele do pai alcoólatra de Aldo; Claudia Ohana, que vive uma sofrida mãe; e Milhem Cortaz no papel do admirável preparador Dedé Pederneiras.

Até chegar ao topo, com o UFC, e mesmo nos desafios frente aos adversários Mike Brown e Mark Hominick, a escalada do personagem encampa enfraquecer desrespeitos e colher arejamento no cinema brasileiro, com direito a cores fortes, agitação cênica e linguajar pesado.

Para compensar, há momentos em que se instaura um clima constrangedor, pelo visual derivado de comerciais de tevê de grande marca de tênis. Há ensejo para breve discussão de feminismo, com a figura de Vivianne (Cleo Pires).

Na ocasião da primeira luta, numa lanchonete, mesmo com coreografia de violência bem executada, o futuro peso pena deixa entrever tiques descabidos de super herói.

Se comparado com o horrendo A grande vitória (2014), com Caio Castro, Mais forte que o mundo é primoroso, trazendo emotiva trama de aceitação. Sugestionado o desapego a um ódio instilado em Aldo, o filme se vale de pleno domínio de cinema, nos encontros demoníacos mantidos pelo protagonista junto a um inimigo. Neste proposto aprendizado de quedas, o espectador não dispenderá força para gostar do longa. Tão fácil quanto ao preguiçoso recurso final de narrativa.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação