À sombra de uma figueira

À sombra de uma figueira

postado em 10/10/2014 00:00
 (foto: Paula Rafiza/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Paula Rafiza/Esp. CB/D.A Press)



Há dois anos, o uruguaio Miguel Angel já tinha em mente o que queria concretizar: abrir o próprio restaurante após 40 anos no comando de parrillas em Montevidéu. Um terreno na Vila Planalto sombreado por uma imponente figueira foi o destino escolhido por ele para erguer o Figueira da Villa.

;Quando cheguei, não conhecia nada da cidade. Achei o lugar bem localizado e com um preço do aluguel em conta;, afirma o chef.

Da parrilla, saem 10 cortes típicos do Cone Sul, como o asado de tira (R$ 45, a porção de 400g), o tapa de cuadril (R$ 58 ; 350g) e o contrafilé (R$ 98 ; 700g), conhecido no país vizinho como ancho ou ojo de bife.

As carnes, importadas do Uruguai, chegam semanalmente ao restaurante e podem ser acompanhadas pelo arroz parrillero, preparado com ovos, linguiça, bacon, cebola e batata palha (R$ 18).

O chimichurri, molho clássico de países como Argentina e Uruguai, ajuda a acentuar o sabor da carne com uma mistura de sete ervas. ;Não utilizo o azeite e sim o óleo de milho. Essa escolha não apaga o sabor da carne, que deve sempre prevalecer;, ressalta Angel.

De sobremesa, panqueca de doce de leite escoltada por sorvete de creme (R$ 12).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação