Anac: gestão comprometida

Anac: gestão comprometida

» Simone Kafruni
postado em 17/03/2015 00:00

Com apenas três dos cinco diretores em atividade, A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai perder mais um executivo esta semana. O mandato do diretor de Regulação Econômica, Ricardo Sérgio Bezerra, termina na quinta-feira, e não há substituto à vista. A situação pode comprometer decisões importantes que necessitarem de aprovação da maioria do colegiado, ou três dirigentes.
Com a saída de Bezerra, permanecerão à frente da agência apenas o diretor-presidente, Marcelo Guaranys, e o diretor de Aeronavegabilidade, Cláudio Simão. O ex-diretor de Operação Carlos Eduardo Pellegrino terminou seu mandato em agosto de 2014 e o ex-diretor de Infraestrutura Rubens Carlos Vieira foi exonerado em 2013. Nenhum foi substituído.
Segundo a assessoria da Anac, ações de rotina manterão seu curso normal, enquanto assuntos relevantes e urgentes serão decididos pelo presidente ad referendum. ;Quando houver pelo menos, três diretores (quórum mínimo para convocação de reuniões), essas decisões terão que ser convalidadas, ou seja, submetidas à aprovação da diretoria.;
Para o professor da Universidade de Brasília (UnB) Adyr da Silva, especialista em Aviação Civil, a situação prejudica o planejamento do setor e a atualização de normas. ;Não é a primeira vez que a Anac fica desfalcada. Quando o assunto exigir aprovação do colegiado, vai acumular matéria;, explicou.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação