Curtas

Curtas

postado em 08/08/2015 00:00
 (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)

; TRÂNSITO
Sexta-feira de acidentes

Acidentes de trânsito nas vias que cortam o Distrito Federal marcaram a manhã de ontem. O mais grave, no Eixão Sul, por volta das 9h, deixou duas pessoas feridas (foto). Dois carros bateram de frente e atingiram um terceiro veículo na lateral. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, uma mulher, que conduzia um Peugeot, ficou presa às ferragens, foi socorrida pelos militares com luxação pélvica e encaminhada ao Hospital de Base do DF (HBDF). O motorista do Focus também se machucou. Ele foi levado ao HBDF om sintomas de hemorragia interna. O condutor do Fiat Uno, atingido na lateral, não se feriu. As faixas no sentido Asa Sul-Asa Norte ficaram bloqueadas até por volta das 13h e o trânsito foi desviado no sentido oposto. Houve um grande congestionamento, com reflexo no Eixinho. Um engavetamento também causou retenção no trânsito da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia) Norte, no sentido Plano Piloto, depois que dois ônibus e seis carros se envolveram em um acidente. Doze pessoas ficam feridas ; todas passageiras dos coletivos. O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fizeram o socorro e o transporte das vítimas para hospitais públicos. Duas faixas no sentido Plano Piloto e uma no sentido Sobradinho ficaram fechadas até as 9h40.

; TRABALHO
PL dos garçons vetado

A presidente Dilma Rousseff vetou integralmente ontem o Projeto de Lei n; 1.048/91, que previa a regulamentação da profissão de garçom. O PL havia sido aprovado na Câmara dos Deputados, em 23 de junho, e, entre outros pontos, estipulava a cobrança compulsória da taxa de 10% sobre serviços. O veto foi publicado no Diário Oficial da União e, pela proposta do Senado, quem servisse bebida e comida em bares, restaurantes ou hotéis poderia ser considerado garçom. Contudo, para o exercício da atividade, seria necessária experiência mínima de dois anos na função para a obtenção do registro profissional. Dilma justificou o veto ao argumentar que a proposta era inconstitucional. Segundo ela, após consultar os ministérios da Justiça, do Planejamento, do Trabalho, da Fazenda, da Micro e Pequena Empresa, além da Advocacia-Geral da União e da Secretaria-Geral, todos citaram o inciso XIII do artigo quinto da Constituição, que ;assegura o livre exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, cabendo a imposição de restrições apenas quando houver a possibilidade de ocorrer dano à sociedade;. Para o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci Júnior, o veto foi correto. ;Esse projeto traria grande prejuízo para a ordem econômica e social do setor.;

; CLIMA
Brasília em alerta

A Defesa Civil do DF declarou estado de alerta em Brasília devido aos baixos índices de umidade do ar nos três últimos dias. Na quinta-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou umidade mínima de 23% e, desde então, os índices não subiram. O estado de alerta é decretado quando as taxas se mantêm entre 20% e 30%. As indicações para a população são de aumentar a ingestão diária de líquidos, pingar gotas de soro fisiológico nas narinas, evitar ar condicionado, entre outras medidas. A previsão é que umidade caia mais nos próximos dias, podendo chegar a mínima de 20%.


; VIOLÊNCIA
Ônibus incendiado

Um ônibus da Viação Pioneira foi incendiado, por volta das 16h de ontem, na Quadra 15 do Setor Sul, no Gama. Segundo informações da Polícia Militar do DF, três homens encapuzados deram sinal para o ônibus, ordenaram que o motorista parasse na via e pediram para que todos os passageiros saíssem do veículo. Ainda segundo a PM, os três criminosos entraram no coletivo, jogaram gasolina e atearam fogo. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu apagar as chamas. Não houve feridos. Até o fechamento desta edição, os suspeitos não haviam sido localizados.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação