O mais veloz

O mais veloz

postado em 24/08/2015 00:00
 (foto: Greg Bakeer/AFP)
(foto: Greg Bakeer/AFP)

De nada adiantou Justin Gatlin, aos 33 anos, depois de passar metade da carreira suspenso por doping, correr tudo o que correu nesta temporada. O homem mais rápido do mundo segue sendo o atleta mais admirado na atualidade. Na final dos 100 metros no Mundial de Atletismo de Pequim, na China, deu Usain Bolt mais uma vez. Poucas vezes um atleta teve tanta torcida a favor, ainda que nos últimos meses tenha sido alvo dos alarmistas. Desde o título mundial em Moscou, em 2013, o jamaicano quase não competiu. Correu uma única vez os 100 metros em 2014 (9s98) e participou de um único evento em 2015. Na chuva, em Londres, fez 9s87.


O favorito em Pequim era Gatlin, que correu cinco vezes abaixo de 9s80 nesta temporada e, com 9s74, fez a quinta melhor marca da história. Na semifinal, fez impressionantes 9s77.


Com dois norte-americanos de um lado e dois do outro, Bolt era só descontração na largada. Fez as tradicionais caretas para a câmera, escondeu o rosto, queria mostrar que não estava tenso.Faltando cerca de seis passos para a chegada, o norte-americano tentou uma passada mais larga e perdeu um pouco o equilíbrio. Bolt chegou atropelando, depois de uma largada ruim, e venceu nos detalhes: 9s79 contra 9s80 do rival. Não é uma marca tão expressiva para a carreira dos dois, mas o que importava era ganhar o ouro.


O bronze foi dividido entre os dois velocistas que também devem dividir o protagonismo a partir do próximo ciclo olímpico: Trayvon Bromell, dos Estados Unidos, e Andre de Grasse, do Canadá, ambos com 9s92. Os dois têm apenas 20 anos.
;Podemos dizer que a corrida esteve fora do tom. Posso correr mais rápido;, reforçou Bolt após a final. Sobre o título de melhor do mundo, Bolt disse que quer ficar no topo pelo tempo que conseguir se manter lá. ;Meu objetivo é ser o número 1 até que me retirem;, brincou o jamaicano.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação