FMI vê fraqueza no Brasil

FMI vê fraqueza no Brasil

postado em 13/11/2015 00:00
Nova York ; A baixa confiança de empresários e consumidores no Brasil, por causa da difícil situação política, aliada ao necessário ajuste macroeconômico, deve continuar enfraquecendo a atividade doméstica, afirma o Fundo Monetário Internacional (FMI) no documento ;Desafios de Política Econômica e Perspectivas Globais;, que será apresentado dias 15 e 16 na reunião do G20, grupo formado pelas economias mais ricas do mundo, na Turquia.

Em um ambiente de baixa confiança e turbulência política, o FMI avalia que o investimento privado deve seguir em ;rápido declínio; no Brasil. A previsão do Fundo é de que a economia brasileira tenha contração de 3% neste ano, o segundo pior desempenho entre os países do G20. Para 2016, a expectativa é de novo recuo da atividade, de 1%, a pior taxa do grupo dos 20 países.

Só a Rússia, entre as grandes economias emergentes, deve ter desempenho pior que o Brasil neste ano, encolhendo 3,8%, por causa dos baixos preços do petróleo e dos reflexos do conflito com a Ucrânia, que incluem uma série de sanções dos Estados Unidos e da Europa. No ano que vem, a economia russa deve ter desempenho melhor que o Brasil, encolhendo menos, com previsão de recuo de 0,6%.

O FMI prevê que o crescimento dos países emergentes vai declinar pelo quinto ano consecutivo em 2015, mas deve se recuperar em 2016, com nações como a Rússia e o Brasil melhorando um pouco, outras economias da América Latina ganhando força e a Índia mantendo ritmo de expansão acima de 7%.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação