Os heróis das vozes

Os heróis das vozes

O conjunto vocal israelense está de volta ao Brasil e passará pela capital com show regado a música e performance teatral

» Isabella de Andrade especial para o Correio
postado em 17/12/2015 00:00
 (foto: Gil Cohen Magen/Reuters-1-12-9)
(foto: Gil Cohen Magen/Reuters-1-12-9)


O grupo de cantores intergalácticos Voca People, formado por 8 amigos vindos do planeta Voca e que se comunicam apenas através da música, produzindo todos os sons ao vivo e combinando técnicas à capela e beat-box, está de volta a Brasília. O show, inédito na cidade, já passou por 35 países e aterrisa hoje no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O grupo à capela israelense é um dos principais do mundo em seu estilo e passou pela capital federal, por Rio de Janeiro e São Paulo, em julho deste ano, para escolher novos integrantes que formariam o Voca People Brasil. Além do elenco original, o conjunto tem uma equipe norte-americana, uma francesa e agora uma brasileira, que, depois da seleção, conta com a participação de brasilienses no elenco.

Capitão Beat On, Scratcher, Tubas, Tenoro, Alta, Mezzo, Bari-tone, Soprana e Swings, são os nomes dos integrantes que, após um milênio de viagem espacial, chegaram ao Planeta Terra sem nenhum combustível e descobriram que conseguem energizar a bateria da nave espacial para regressar ao planeta Voca através da energia dos seres terrestres e da música encontrada aqui. O Correio conversou com um intérprete intergalático, que traduziu as palavras ditas por um dos seres no idioma dos Vocas, para nos contar um pouco mais sobre o show que já passou por 38 países e chega agora à cidade.

Ele explica que a relação com o público é de interação total e os brasilienses podem esperar muitas surpresas. ;Cerca de 20 pessoas são chamadas para participar e interagir com os Vocas, pois eles precisam da energia dos terráqueos, que têm música no corpo e é esse o elemento que ajuda os cantores de outro mundo a voltarem para o seu planeta, localizado atrás do Sol. Sem o contato próximo com as pessoas da terra, o retorno seria impossível;, revela.

O tradutor voca conta ainda que o espetáculo é o mesmo ao redor de todo o mundo, com exceção de alguns medleys criados através das músicas tradicionais de cada país, sendo assim, os brasileiros podem apreciar um trecho genuinamente nacional ao longo do show. O medley é um formato musical em que várias músicas são misturadas, de maneira harmônica, dentro de uma única canção.

A cantora brasiliense Chris Dantas trabalha com música há 25 anos. Ela é professora no Espaço Arte Brasília e conheceu o Voca People no primeiro show na cidade, em 2009, quando a trupe se apresentou no Teatro Nacional e desde então, virou fã. ;Eu me encantei desde a primeira nota. O que impressiona é que os artistas não usam apenas a voz, mas também o recurso de beat box, um ritmo diferenciado e com uma qualidade tímbrica única.;

A artista destaca ainda que o espetáculo não é apenas musical e que a atuação cênica, sem necessidade de nenhuma palavra, encanta a todos. ;A linguagem materna dos vocas nos faz entrar em outro mundo. O grupo une técnica, talento e uma seleção única de músicas que unem todas as gerações com o objetivo de resgatar o mundo à arte;, destaca a cantora.

O show inclui hits famosos de todos os tempos, do clássico ao rock e hip-hop, muito humor e interação com a plateia durante a performance, que além de musical, é cômica e teatral. O grupo já esteve no Brasil em 2009 e 2010, lotando a Sala Villa-Lobos em Brasília e, em setembro passado, veio para um miniturnê, pelas cidades de Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Desta vez, eles já passaram por Curitiba, Aracaju, Natal e fecham a turnê com a apresentação de hoje, em Brasília, e sábado em Goiânia.

Trechos de música
*Cantar à capela
Expressão de origem italiana (a cappella), designa uma interpretação musical sem qualquer acompanhamento instrumental. Nessas interpretações só se escuta a voz do cantor.

*Beat box
O termo beat box (que, a partir do inglês, significa caixa de batida) refere-se à percussão vocal do hip-hop. Com lábios, língua, garganta e voz, a pessoa pode transmitir sons como bateria e guitarra.

Voca People em Brasília
No Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Hoje, às 21h. Ingresssos a R$ 25 (poltrona superior), R$ 70 (poltrona especial) e R$ 80 (poltrona vip), a meia-entrada. Não recomendado para menores de 12 anos.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação