Sai pra lá, mosquito

Sai pra lá, mosquito

Até o momento, não há restrição, por parte da Organização Mundial da Saúde, a viagens aos países que registraram casos da doença. As autoridades são obrigadas a alertar e a oferecer informações

postado em 02/03/2016 00:00
 (foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)

Se você desistiu de viajar, não tem certeza se o repelente que tem em casa é eficaz contra o Aedes aegypti, ou está em dúvida quanto ao destino das próximas férias, muita calma nessa hora. O Turismo responde a essas e a outras perguntas sobre o universo do zika vírus. As informações também são válidas para se prevenir contra a dengue e a chicungunha.

Para começar, é importante saber que o mosquito transmissor de zika, dengue e chicumgunha bate asas pelo mundo inteiro. A incidência de casos de microcefalia, condição cerebral relacionada ao vírus zika, é maior na América Central e na América do Sul. A Colômbia e o Brasil são países em destaque. No território nacional, o maior número de casos notificados ; 1.544, até 16 de fevereiro ; foi registrado em Pernambuco, na Região Nordeste. Destes, 182 foram confirmados.

Há motivo para desespero? Não. De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), idas a países e regiões com registros de microcefalia estão liberadas, até então. O papel das autoridades deve ser o de oferecer informações atualizadas aos viajantes, alertá-los sobre os riscos e divulgar medidas para reduzir a vulnerabilidade a picadas de mosquito. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) não perdeu tempo e divulgou dicas para viajantes que vão a cidades com registro de microcefalia.


Troca

;Isso mudou o roteiro da minha família inteira: meu marido, minha filha de dois anos, meus sogros, cunhada e cunhado;. Grávida do segundo filho, Gabriella Lima suspendeu a viagem que faria a Porto de Galinhas, em Pernambuco. Mas não abriu mão das férias. Depois de desistir de ir ao Nordeste, o grupo optou pelo sul do Brasil, onde os casos notificados de microcefalia somam apenas 23. O novo destino é Bombinhas, em Santa Catarina. Gabriella não ficou decepcionada por mudar a viagem. ;Queria muito ir para Pernambuco, mas ainda não conheço Bombinhas. É um lugar lindo.;

Enquanto o dia de embarcar não chega, os cuidados em casa são muitos. Gabriella afirma que a paranoia já passou, mas reconhece que a gravidez é uma fase de vida cheia de preocupações. ;Essa (o risco de contrair o vírus) é mais uma para a lista;, sugere. Ela conversou com o obstetra que acompanha o pré-natal, esclareceu as dúvidas e segue as recomendações do Ministério da Saúde. ;Tenho feito tudo que posso. Uso repelente pela manhã, antes de sair de casa, e reaplico duas vezes ao longo do dia. Evito sair com frequência e fico com a casa fechada, principalmente as janelas.;



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação