Não faltam oportunidades

Não faltam oportunidades

O mercado para farmacêuticos é promissor e não se restringe a farmácias: além de ser mais requisitado por causa de legislação sancionada há dois anos, esse profissional pode atuar em indústrias, clínicas, laboratórios, hospitais e outras instituições

postado em 11/12/2016 00:00
 (foto: Gabriela Studart/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Gabriela Studart/Esp. CB/D.A Press)

; Ana Luiza Vinhote *

Quem escolheu passar cinco anos numa faculdade de farmácia não tem do que reclamar: há boas e fartas oportunidades ; e não só em farmácias! Esse profissional pode escolher entre mais de 70 áreas de atuação, como análises clínicas, práticas investigativas, saúde pública, docência, ramos estético, hospitalar e industrial. O piso salarial varia entre R$ 2 mil e R$ 6 mil nas unidades da Federação, de acordo com o Conselho Federal de Farmácia (CFF). Relatório do órgão mostra que a faixa salarial de R$ 2.001 a R$ 3.000 predomina em todas as regiões do Brasil. Já as regiões Norte e Centro-Oeste apresentam os maiores percentuais de profissionais com rendimentos na faixa acima de R$ 5.001.


Segundo o CFF, há 195.022 farmacêuticos registrados no Brasil. No Distrito Federal, são 6.473 inscritos no Conselho Regional de Farmácia (CRF-DF), dos quais 4.785 estão em atividade. Dos ativos, 50% atuam em drogarias e farmácias. Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) de 2013 é um dos indicativos de que não faltam oportunidades: farmácia está entre as 10 profissões com maior taxa de trabalhadores ocupados, no nível de 94,30%.


;São várias as possibilidades de atuação e vastas as perspectivas de sucesso;, observa o presidente do CFF, Walter da Silva. Formado em farmácia bioquímica, Silva destaca a importância da profissão. ;Mais que peritos em terapêutica farmacológica, os farmacêuticos contribuem para a promoção da saúde e a prevenção de doenças;, exalta.


Gilcilene El Chaer, presidente do CRF-DF, concorda que há muitas chances para graduados na área, e as perspectivas são de crescimento. ;De acordo com levantamento da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), o mercado farmacêutico brasileiro é o sexto maior do mundo e pode chegar a ser o terceiro em 2018;, conta. Ela ressalta que só com nível superior já é possível conseguir emprego. ;É uma formação generalista: na faculdade, o estudante aprende um pouco de tudo.; O curso tem carga horária mínima de 4 mil horas, sendo que 20% devem ser de estágio obrigatório.


Professora de farmacologia clínica na UnB, Patrícia Medeiros ressalta a importância da profissão. ;Um total de 20% a 30% das internações de pacientes são causadas pela automedicação. O profissional da farmácia orienta a população para evitar incidentes. O investimento nesse trabalhador pode evitar o congestionamento nos atendimentos básicos de saúde;, diz.

Dica para iniciantes

;Em qualquer área, o primeiro emprego é um pouco mais difícil de conseguir, mas, em Brasília, o mercado é muito rico, principalmente em drogarias;, afirma a presidente do CRF-DF, Gilcilene El Chaer. Ela cita farmácias hospitalares e de manipulações, clínicas de estética e acupuntura, laboratórios de análises clínicas e órgãos públicos entre as instituições que contratam farmacêuticos no DF.

Mudança positiva

A Lei n; 13.021/2014 autoriza que as farmácias deixem de ser apenas estabelecimentos comerciais e passem a ser prestadoras de serviços de assistência à saúde, aptas a aferir pressão e glicemia, aplicar soro e vacinas, entre outras atividades. A parte da norma que mais afetou o mercado foi a determinação de que o farmacêutico deve estar presente nas farmácias durante todo o horário de funcionamento.


A legislação anterior (Lei 5.991/1973) exigia apenas a presença de um técnico responsável, mas não especificava qual deveria ser a formação dele. ;Os estabelecimentos que não obedecem à lei são multados pelo conselho e são considerados ilegais;, informa a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Distrito Federal, Gilcilene El Chaer. A multa inicial é de um salário mínimo e pode chegar a seis. De acordo com a presidente, depois da lei, o mercado para quem é farmacêutico cresceu, pois até para abrir uma farmácia é preciso contar com esse profissional.


Para o presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter da Silva, a lei reafirmou a autoridade técnica do trabalhador. ;Isso possibilita à sociedade maior segurança no uso dos medicamentos, na medida em que propõe um novo modelo de farmácia, que passa a ser mais uma porta de entrada para o sistema de saúde;, explica. Segundo ele, o incremento em chances de empregabilidade é apenas uma consequência dessa transformação.

Estude

Cursos de graduação em farmácia autorizados pelo MEC no DF:
; Universidade de Brasília (UnB): www.unb.br
; Universidade Paulista (Unip): www.unip.br
; Universidade Católica de Brasília (UCB): www.ucb.br
; Faculdades Integradas (Upis): www.upis.br
; Centro Universitário do Distrito Federal (UDF): www.udf.edu.br
; Centro Universitário Euro-Americano (Unieuro): www.unieuro.edu.br
; Faculdade Anhaguera de Brasília (FAB): anhanguera.com
; Centro Universitário Planalto (Uniplan): www.uniplandf.edu.br
; Centro Universitário Estácio de Brasília: estacio.br
; Faculdade LS (Facels): www.ls.edu.br
; Faculdade Evangélica (FE): www.fe.edu.br
; Faculdade Icesp (Icesp): www.icesp.br
; Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central (Faciplac): www.faciplac.edu.br

Opções de pós-graduação na área em Brasília:
; Universidade de Brasília (UnB): www.unb.br
; Centro Universitário do Distrito Federal (UDF): www.udf.edu.br
; Faculdade Mauá de Brasília (MAUADF): www.mauadf.com.br
; Faculdade de Ciências Gerenciais da Bahia (Unicenid): www.fcgb.edu.br
; Instituto de Ciências Sociais e Humanas (ICSH): 3627-2515
; Faculdade Centro Sul do Paraná (Facspar): facinepe.edu.br
; Faculdade Venda Nova do Imigrante (Faveni): faveni.edu.br

Dicas para obter sucesso na profissão:
; Saber liderar pessoas, trabalhar em equipe e ter postura ética
; Sempre se atualizar sobre a área e as normas do ramo
; Fazer estágios, trainees e residências para aprender ainda mais

Fonte: Walter da Silva, Gilcilene El Chaer e Patrícia Medeiros

Piso salarial no DF:

44 horas semanais:

R$ 4.985,54

40 horas semanais:

R$ 4.659,78

20 horas semanais:

R$ 2.332,09

Fonte: Conselho Regional de Farmácia* Estagiária sob supervisão de Ana Paula Lisboa

Experiência / Conheça relatos de profissionais da área sobre a carreira

Emprego

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação