Ilda Peliz assume secretaria de Trabalho

Ilda Peliz assume secretaria de Trabalho

» GABRIELLA FURQUIM Especial para o Correio
postado em 19/01/2018 00:00
 (foto: Pedro Ventura/Agencia Brasilia)
(foto: Pedro Ventura/Agencia Brasilia)

Após 22 anos de dedicação à Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), Ilda Peliz (leia Perfil) assumiu um novo desafio: chefiar a secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social, Igualdade Racial e Direitos Humanos do DF. Durante a posse, realizada ontem, Ilda reconheceu que não há tempo nem orçamento para grandes mudanças no setor e estabeleceu como meta garantir os repasses para entidades conveniadas e programas sociais. ;Isso para mim é uma realização: não atrasar, não ter risco de que alguma instituição feche ou deixe de fazer o seu trabalho.;

Ilda reconhece que as contas da secretaria não fecham. ;Quando recebi o convite, olhei o orçamento e vi que era impossível;, afirmou. Mesmo com o aporte de R$ 35 milhões para a Sedestmidh aprovado pela Câmara Legislativa na última semana, a secretária estima que serão necessários, pelo menos, mais R$ 35 milhões para cumprir os compromissos da pasta. Mas ela afirma que conta com o comprometimento do governador Rodrigo Rollemberg e da secretária de Planejamento, Leany Lemos, e que ;tem segurança de que conseguirá os recursos;.

Rollemberg não poupou elogios à trajetória de Ilda e destacou o ;perfil agregador; e a capacidade da ex-presidente da Abrace de mobilizar a sociedade civil. Ilda foi idealizadora do Hospital da Criança e o tornou realidade com doações que superaram R$ 30 milhões, conquista que o chefe do Executivo classificou como ;uma demostração real da capacidade de realização da nossa gente quando nós estamos unidos;.

Sobre a inauguração do segundo bloco do Hospital da Criança, Rollemberg reafirmou a previsão de inaugurá-lo no primeiro semestre. A obra foi iniciada em 2015, e a promessa do governo era entregá-la até o fim do ano seguinte. O chefe do Executivo local acrescentou que a conclusão da obra será ;a realização de um sonho nosso e de muita gente, pois a gente sabe que hoje no Brasil uma das maiores dificuldades de atendimento é na pediatria;. A nova área terá 220 leitos e 67 consultórios, além de centro cirúrgico e laboratórios especializados.

Atraso
Coordenadora do Lar dos Velhinhos Maria Madalena, Ana Paula Neres afirma que o atendimento só tem sido possível graças a doações da comunidade. ;Foi necessário pedir alimentos, material de higiene e medicamentos para conseguirmos manter o atendimento. Sem essa ajuda, não sei o que faríamos;, disse. A unidade acolhe 94 idosos no Núcleo Bandeirante e sofre com os constantes atrasos nos repasses do governo. ;Ainda não recebemos o repasse de janeiro. Procurei a secretaria e recebi como resposta que eles não têm dinheiro;, contou.



Perfil

Sonho realizado


Em agosto de 1994, Ilda Peliz recebeu o diagnóstico que mudaria a sua história. A filha Rebeca, de 6 meses, estava com câncer. Durante o tratamento, Ilda conviveu com o drama de outras mães no Hospital de Base do DF. A menina morreu em outubro de 1995. Na mesma data, nasceu o sonho de oferecer assistência a outras crianças e de construir um hospital especializado. O Hospital da Criança foi erguido com doações que superaram R$ 30 milhões. Desde a inauguração, em 2011, houve 2,6 milhões de atendimentos. Após 22 anos, Ilda anunciou, no início do mês, que deixaria a Presidência da Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace) quando afirmou que se dedicaria à família. Também descartou qualquer pretensão política.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação