O show vai começar

O show vai começar

No lançamento da 11ª edição do NBB, adversários enaltecem volta de Brasília à elite nacional. Vasco da Gama, adversário da estreia, tem presença ameaçada no torneio. Partidas começam no dia 13

Victor Gammaro Especial para o Correio
postado em 02/10/2018 00:00
 (foto: Agencia Fotojump/NBB
)
(foto: Agencia Fotojump/NBB )



São Paulo (SP) ;
Dentro de quadra, o basquete da capital sempre foi uma pedreira para os adversários. Tricampeão do Novo Basquete Brasil (NBB), Brasília está de volta à elite nacional após um ano ausente. No evento de abertura da 11; edição do principal torneio da modalidade no país, ontem, no Club Athletico Paulistano, em São Paulo, os rivais não esconderam a alegria pelo retorno da cidade à competição.

Um dos principais nomes do basquete nacional, o técnico Alberto Bial, do Vasco da Gama, adversário da estreia do Universo/Caixa/Brasília, acredita que a volta da equipe candanga é uma das grandes notícias da nova temporada do torneio. ;Antes de tudo, sou basqueteiro, é como uma religião para mim. Ter Brasília é motivo de muita alegria, é um time multicampeão;, diz o treinador, que completa 50 anos de carreira no esporte.

Cada um dos 14 times enviou um ou mais representantes para a cerimônia de abertura da competição. Por Brasília, além do dirigente Bernardo Bessa, o ala Arthur marcou presença no evento. Para o experiente jogador de 36 anos, ainda é difícil colocar expectativas no desempenho do grupo na temporada. ;Não consigo mensurar onde chegaremos, a equipe é muito nova. O campeonato é longo, mas estou esperançoso e otimista. Vamos brigar de igual para igual com todos os times. Brasília está de volta, podem esperar o time guerreiro de sempre;, afirma o tricampeão do NBB.

Ídolo da torcida brasiliense, o armador Alex, atualmente no Bauru, também esteve no evento de abertura do NBB. Para ele, Brasília merece ter um time entre as principais equipes do país. ;É um lugar que não pode ficar muito tempo longe da elite. Espero que o projeto se consolide novamente. É uma cidade que gosta do basquete, com um torcedor fanático pelo esporte;, comenta o atleta de 38 anos, em recuperação de uma lesão no ligamento cruzado do joelho direito.

O jogo inaugural da 11; temporada do NBB será uma reedição da última decisão. O Paulistano, atual campeão, recebe o Mogi, no sábado, às 13h35. Logo depois, é a vez de o Brasília encarar o Vasco, no Nilson Nelson, às 15h25.

Esta promete ser a temporada com maior alcance de audiência do NBB. A competição será transmitida em seis dias da semana. Apenas no domingo os fãs ficarão sem opção. Além das partidas na televisão aberta e fechada, alguns confrontos poderão ser acompanhados pelo Facebook ou pelo Twitter. ;É a maior iniciativa de renovação do esporte nacional. O Brasil nunca viu nada igual;, analisa João Fernando Rossi, presidente da Liga Nacional de Basquete.



;O campeonato é longo, mas estou esperançoso e otimista. Vamos brigar de igual para igual com todos os times. Brasília está de volta, podem esperar o time guerreiro de sempre;
Arthur, ala do Brasília

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação