Ônibus e metrô depredados

Ônibus e metrô depredados

Último dia de folia não registrou ocorrências graves, mas houve empurra-empurra entre foliões na área central da cidade. Em três dias, Secretaria de Mobilidade registrou danos a 37 ônibus e oito carros do metrô. Segurança divulga balanço consolidado hoje

ANA VIRIATO ISA STACCIARINI MARIANA MACHADO ESPECIAL PARA O CORREIO
postado em 06/03/2019 00:00
 (foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)




Nos três primeiros dias de carnaval, houve depredação de 37 ônibus, segundo a Secretaria de Mobilidade. Ao todo, tratam-se de 10 coletivos da empresa Pioneira; 13 da Piracicabana; 2 da Marechal; e 12 da Urbi. As concessionárias ainda calculam o prejuízo e, pelos estragos, registraram ocorrências na 20; DP (Gama) e na 33; DP (Santa Maria). No ano passado, 58 ônibus foram alvo de vandalismo, gerando perdas na ordem de R$ 100 mil.

No metrô, mais danos. Conforme a assessoria da companhia, apenas na última segunda-feira, oito carros sofreram vandalismo. Um vidro de janela foi quebrado e 19 capas de botão de soco ; mecanismo que passageiros podem acionar em caso de emergência ; danificadas. Entre os casos, um adolescente acionou o extintor de incêndio indevidamente, deixando um vagão repleto de pó químico. Agentes de segurança o encaminharam à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Ontem, último dia de folia na capital federal, não houve registros de ocorrências graves, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Até o fim da tarde, a Polícia Militar havia detido nove pessoas: oito por uso e posse de drogas e uma por porte de arma branca, como faca ou canivete. Todas assinaram Termos Circunstanciados e foram liberadas. A Polícia Civil destacou quatro furtos de celular e um de veículo.

Houve, ainda, pequenas confusões nos blocos carnavalescos. No Setor Comercial Sul, eventos que reuniam 10 mil pessoas ao fim da tarde ficaram marcados por empurra-empurra. Segundo o porta-voz da corporação, major Michello Bueno, militares tiveram de agir em algumas brigas. Ele também frisou que suspeitos se aproveitaram para tentar furtar objetos, como celulares. Das 10h até as 16h, o Corpo de Bombeiros não atendeu nenhuma ocorrência relativa aos eventos de carnaval.

Os números integram um balanço parcial da Secretaria de Segurança sobre o último dia de festejo. O total de ocorrências da terça-feira será publicado no fim da manhã de hoje. À tarde, a pasta deve divulgar o estudo consolidado sobre o carnaval, com a quantidade de apreensões, pessoas feridas e ações das forças de segurança.

Volta à rotina

Apesar do fim da folia, alguns pontos turísticos seguem fechados nesta quarta-feira de Cinzas. Entre eles, a Biblioteca Nacional, o Memorial JK e o Museu da República. Bancos retomarão as atividades ao meio-dia e órgãos públicos, às 14h. O metrô funcionará das 6h às 23h30, com todas as estações abertas para embarque e desembarque. Procon, Detran e Na Hora não abrirão.


O que abre

Confira os pontos turísticos que abrirão as portas hoje

; Parque Ecológico Saburo Onoyama ; Aberto das 7h às 19h
; Parque da Cidade ; Aberto durante todo o dia
; Parque Nacional Água Mineral de Brasília ; Aberto das 8h às 16h
; Feira de Artesanato da Torre de TV ; Aberta a partir das 10h
; Zoológico ; Aberto das 8h30 às 17h

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação