Igreja do Bonfim - Bahia (Brasil)

Igreja do Bonfim - Bahia (Brasil)

postado em 13/03/2019 00:00
 (foto: Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)


Quem já visitou a Bahia sabe que as fitinhas do Senhor do Bonfim estão por todas as partes, sendo vendidas para turistas nos principais pontos da cidade: é um amuleto típico da capital Salvador. É muito comum que quem recebe a fitinha a amarre no pulso, no tornozelo ou até em portões de igrejas. Reza a tradição que o uso das fitas vem do antigo costume de utilizar tiras de roupas de santos para sorte ou proteção. Ainda de acordo com a crença popular, a fita do Bonfim deve ser envolvida com duas voltas no pulso esquerdo e ser atada com três nós, cada um correspondendo a um pedido feito em silêncio. Esses pedidos serão realizados quando a fita se romper espontaneamente. Sob o gradil da Igreja do Bonfim, em Salvador, estão amarradas muitas fitas, principalmente como uma lembrança e um atestado de visita que o devoto ou o turista tenha realizado àquele local.




Além de buscar a fitinha para realizar pedidos ou fazer promessas, Salvador é um local onde o turista pode passear bastante. A atração mais conhecida é o Pelourinho. Patrimônio da Humanidade, esse Centro Histórico de Salvador reúne igrejas dos séculos 17 e 18, além de casarões que abrigam ateliês, lojas, museus, centros culturais, além de bares e restaurantes. Pelas ruas, dá para apreciar as construções em estilo barroco português. A dica é não circular fora da região turística, já que algumas vielas podem ser perigosas. O Farol da Barra também é um clássico ponto da capital da Bahia.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação