Clássico em live-action

Clássico em live-action

Aladdin estreia com o gênio da lâmpada chamando mais atenção do que o protagonista

Vinicius Nader
postado em 24/05/2019 00:00
 (foto: Daniel Smith/Disney Enterprises)
(foto: Daniel Smith/Disney Enterprises)


Se, ao encontrar uma lâmpada mágica, seu desejo de cinéfilo for por um live-action de Aladdin, seu gênio está em alta. Isso porque a versão em carne e osso da aventura chega neste fim de semana aos cinemas da cidade, sob a direção de Guy Ritchie e com Will Smith no elenco.

Pelo que se vê no trailer e no material de divulgação, é o gênio vivido por Will Smith que domina a tela em Aladdin. Na história, ele vive aprisionado dentro de uma lâmpada mágica que está perdida. Aladdin (Mena Massoud) recebe a missão de encontrar o artefato, que está perdido.

No início da trama, o ladrão Aladdin se encanta por Jasmine (Naomi Scott) sem saber que ela é, na verdade, uma princesa. Eles se encontram na rua quando ela tem um bracelete roubado. O rapaz ajuda a moça a recuperar a joia.

Ele só descobre a verdadeira identidade de Jasmine quando vai visitá-la no palácio achando que ela trabalha lá. Ao chegar ao local, ele é apreendido por Jafar (Marwan Kenzari), grão-vizir do sultanato, de quem recebe a missão de achar a lâmpada e dar o objeto a ele. A ideia de Jafar é de que com os três desejos concedidos pelo gênio, ele consiga aumentar seu poder.

Mas as intenções de Aladdin são outras e ele acaba liberando o gênio antes de Jaffar. Agora, o gênio vai dar uma de cupido e terá que ajudar o rapaz a conquistar o coração de Jasmine.

As primeiras críticas internacionais de Aladdin foram positivas e ressaltaram especialmente o visual e a performance do trio Will Smith, Naomi Scott e Mena Massoud.

1992
Ano de estreia da versão animada de Aladdin

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação