Zico e Senna tabelam na Sapucaí

postado em 03/03/2014 00:00
 (foto: VANDERLEI ALMEIDA/AFP)
(foto: VANDERLEI ALMEIDA/AFP)

Vila Isabel vai lutar pelo bicampeonato diante de concorrentes que apostam em celebridades do esporte, como a Imperatriz Leopoldinense e a Unidos da Tijuca
A Mocidade Independente de Padre Miguel abre hoje, na Marquês de Sapucaí, o segundo dia de desfiles do Grupo Especial. Vai falar de Pernambuco e levará Mariana Rios à passarela como a rainha da bateria. "Eu sou mameluco, sou de Casa Forte. Sou de Pernambuco, eu sou o Leão do Norte" é um trecho do samba-enredo com o qual a escola pretende conquistar o apoio do público e dos jurados, numa concorrência grande com a Vila Isabel, campeã do ano passado, e a sempre favorita Portela.

A União da Ilha será a segunda a desfilar com o enredo É brinquedo, é brincadeira; a Ilha vai levantar poeira. Vai levar a fantasia à avenida: ;Abra o baú da memória, pegue um brinquedo e invente uma história. Relembre a alegria desta herança. Levante a poeira, volte a ser criança. Sonhe! Deixe para trás a realidade. Sua lembrança é a porta da felicidade. De origem diversa. Antigo ou moderno. Pelo encanto que desperta, ele será sempre eterno. Pode ser o tipo que for: de qualquer tamanho, matéria, forma ou cor;. Bruna Bruno é a rainha da bateria.

Vila Isabel entra no Sambódromo para tentar o bicampeonato com o enredo Retratos de um Brasil plural: ;Um gigante pela própria natureza. As unidades de Conservação são áreas naturais protegidas por lei e guardam, em sua maioria, além de uma expressiva riqueza natural; É preciso proteger o "corpo" do "gigante", como o fez Chico Mendes!”. A escola aposta também no brilho e na criatividade de seus carros alegóricos e terá à frente da bateria a sensualidade de Sabrina Sato.

Artur X ; O reino do Galinho de Ouro na corte da Imperatriz é o enredo da Imperatriz Leopoldinense. É a homenagem a Zico, o eterno ídolo do Flamengo: ;Quanta habilidade! Imperatriz cruza o meio de campo, deixa a marcação pra trás e parte em arrancada na direção do gol. O gol é o seu portal! Ela cruza o gol, abre os portões da poesia e mergulha, de braços abertos, na ilusão de um carnaval;. Cris Viana é a rainha da bateria.

Portela vai falar de Um Rio de mar a mar: do Valongo à glória de São Sebastião. É a homenagem à Avenida Rio Branco, uma das mais importantes do Rio de Janeiro: ;Através de seu curso, numa viagem atemporal, idas e vindas de fatos se misturam nessas águas, caminho de mão dupla onde o carioca faz e refaz o seu destino;. Patricia Nery é a rainha da bateria.

A Unidos da Tijuca fecha os desfiles do grupo de elite carioca com o enredo Acelera, Tijuca! É para falar do ídolo e tricampeão de Fórmula 1 Ayrton Senna: ;E lá vão eles na pura cadência do samba, numa corrida maluca repleta de bambas, tentando trapacear, deu mole, rodou na pista, ficou para trás o vigarista;. O personagem é suficiente para causar empolgação. O resto vai depender das alegorias e dos figurantes, como a rainha da bateria Juliana Alves.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação