Márcio Cotrim

Márcio Cotrim

marciocotrim@facbrasil.org.br www.marciocotrim.com.br
postado em 05/01/2019 00:00
História de um homem bom

;Cante tua aldeia e cantarás o mundo;, dizia Tchekov e, com essas palavras sábias, exprimia a universidade da vida.

;Fala de um homem bom e falarás de toda a humanidade;, quem me dera poder dizer de cada um de nós, pobres mortais que habitamos este astro que rola pela escuridão do Cosmos.

De fato diz-se, e com razão, que o homem é o lobo do homem. Belicoso, orgulhoso, invejoso, feroz,sempre mergulhado em conflagrações pessoais, familiares e nacionais. Nunca deixou de agredir seu semelhante, vive ininterruptamente em guerra desde os tempos imemoriais, destrói-se no cotidiano, não conhece a misericórdia. Enfim, um ser bruto, sem contemplação.

Felizmente, esse conceito não vale para todos. Uma parcela dos seres humanos, ainda que íntima, é generosa e cultiva o altruísmo, até o heroísmo. Há os bons, aqueles que passam pela vida espargindo o bem em seu caminho, sem ambições ou ocultas intenções. Pessoas assim se acham entre nós, longe dos mosteiros e da clausura, onde se aloja, os que, por ofício e levados por vocação religiosa, lá cumprem seu destino recolhidos e em permanente oração.

Nós os encontramos a cada dia. Os adnegados, os caridosos, os que anonimamente ajudam os desvalidos e sem esperança. São seres superiores que existem para os outros e pelos outros.

Numa faixa muito especial desse amplo espectro de sublimes criaturas ; aquela reservada aos que possuem alma de passarinho ; viveu meu sogro, Herbert Wilke. Sobre ele vale o depoimento pessoal de um convívio de muitos anos, e nele descubro características muito singulares que merecem ser enaltecidas, sobretudo na hora mesquinha e medíocre que vivemos.

Passou pela vida com suavidade, disseminando ternura, principalmente às crianças, que o adoravam. Era o Vovô Tutu, convergência natural das ingênuas brincadeiras e travessuras da garotada. Ninguém diria que padecera de dolorosíssimas experiências de sofrimento pessoal.

Nascido em Belo Horizonte, filho de alemães, viu a joalheria de seu pai ser depredada e saqueada durante s guerra. Mesmo assim, fez questão de alistar-se no 11;. RI de São João Del Rey e partiu com a FEB para a Itália, onde defendeu o Brasil contra a insânia nazi-fascista.

Rapaz elegente, recém-formado em Engenharia, bom dançarino, jovial, era o xodó da turma que lamentou sua partida, mas reconheceu nele um exemplo de patriotismo, sobrepujando a adversidade de que fora v;tima sua família por ensandecidos e desvairados fanáticos.

Na Itália, já nos últimos meses da guerra, recebeu a missão de pesquisar um campo minado onde, diziam, haveriam 21 minas enterradas. Infelizmente para ele, as minas eram 22 e a última explodiu sob seus pés, atirando-o vários metros de distância e mutilando-o para o resto da vida. Lá se foram dentes, ossos faciais e metade de uma perna. O tenente voltou como herói, é verdade, mas fisicamente destruído.

Sem desanimar, tocou a vida, criou a família, formou os filhos, viu os netos e os bisnetos chegarem, nunca se abateu por sua condição de deficiente.

Quem o via e conversava com ele jamais imaginaria o que havia passado, pois dele só emanavam bons e doces fluídos, serenos, tranqüilos de paz.

Dono de grande habilidade manual, ganhou de um dos genros o justíssimo apelido de Gepeto. Pudera, de suas mãos mágicas brotavam bonecos, brinquedos, e todo um estoque de coisas lindas para o folguedo infantil que ele próprio se incumbia de distribuir, com gosto, para as crianças à sua volta.

Um sentimental, nostálgico, coração enorme, bom copo, papo ameno, passou a vida com mansidão até que lhe sobreveio o derrame que, afinal, acabou levando-o.

A alegria da mocidade em Belo Horizonte truncada pela estupidez da guerra. A recuperação, a readaptação, uma vida de luta, mas recompensada pela boa formação dos filhos, novamente e injustamente atingida, agora pela enfermidade cruel e fatal.






Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação