Grita geral

Grita geral

postado em 26/11/2014 00:00
 (foto: Pacífico/CB/D.A Press)
(foto: Pacífico/CB/D.A Press)
CELG
VIVENDO NA ESCURIDÃO

Altamira Fernandes, moradora do Valparaíso, reclama que está sem luz no poste em frente a casa há um mês e uma semana. Segundo a leitora, a luz queimou faz muito tempo, e, apesar de solicitar a troca da lâmpada diversas vezes, ninguém nunca apareceu para fazê-lo. Para piorar, recentemente, a lâmpada de um segundo poste também queimou. Altamira diz que as crianças da sua rua, acostumadas a brincar em frente à casa, já não podem mais fazer isso devido ao perigo da rua escura. Além do mais, Altamira já ligou diversas vezes na Celg (Centrais Elétricas de Goiás) e, embora os atendentes digam que vão solucionar o problema, nada ainda foi feito. A leitora se preocupa com a escuridão e chama a atenção para o perigo que correm seus vizinhos que saem tarde do trabalho e devem passar pelo breu para chegar em casa. A leitora espera que a situação seja resolvida em breve, para que a rotina da sua rua volte a normalidade.

; A equipe do Grita Geral entrou em contato com a assessoria de imprensa da Celg, mas não recebeu uma resposta até o fechamento desta edição.





SLU
coleta de LIXO NA MADRUGADA

Wander Capelozza Varga, morador do Guará 2, é acordado bruscamente quase todas as madrugadas. Não é por um cachorro latindo, nem por um bebê chorando. O que desperta o leitor de um sono profundo é o caminhão de lixo. Wander conta que já chegou a ouvir o caminhão passando e parando às 4h30 da manhã, e que já fez reclamações sobre o horário inadequado da coleta, mas nunca recebeu uma solução sobre o assunto. Segundo o leitor, a resposta é: ;Devido às constantes paralisações do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito federal (SLU), muito lixo é acumulado, o que causa transtornos à população;. Porém, Wander não está reclamando do acúmulo de lixo, e sim dos horários em que passam os caminhões de coleta. ;Tenho profundo respeito pelos profissionais que trabalham na coleta de lixo. Minha reclamação restringe-se ao responsável que permite que esse serviço seja feito nesses horários absurdos;, comenta o leitor.

; Por meio da assessoria de imprensa, o SLU informa que, devido a logística e contrato em vigência, a coleta neste local é noturna, só podendo ter a possibilidade de alteração no próximo contrato, que será em abril de 2015.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação