Duas perguntas / Zuleika de Souza

Duas perguntas / Zuleika de Souza

postado em 07/10/2017 00:00
Quando a amizade com Claudio virou o Plano Imaginário?
Eu e Claudio nos conhecemos quando ele veio morar em Brasília, nos anos de 1980. Ficamos amigos. Em 1994, ele foi trabalhar no Correio como editor e fez uma grande reforma no modo de o jornal tratar a fotografia, dando um espaço de respeito e privilegiando o material dos fotógrafos do jornal. Esse trabalho repercutiu nacionalmente, todos os fotógrafos do jornal tinham, como eu, grande orgulho de fazer parte da equipe. Ele saiu e foi morar no exterior. Passou 14 anos entre Nova York, Barcelona e Belize. Nunca deixamos de ter contato, sempre trocamos ideias fotográficas e querendo voltar a trabalhar juntos. Chegou a hora.


É possível encontrar um meio termo entre a fotografia amadora e a profissional, sem que rivalizem?
Há grandes fotógrafos amadores que fazem belos trabalhos, no sentido de não viverem monetariamente do ofício de fotografar. O ofício é fazer um retrato por encomenda, um casamento, um evento, em que as pessoas precisam da segurança do profissional. É preciso ter rapidez, ;sacar; rapidamente o que a pessoa quer e isso só os anos de prática desenvolve. Não acho que tem rivalidade, tem a escolha de quem contrata.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação